domingo, 25 de setembro de 2011

Produção textual, análise de gêneros e compreensão

Dayana Alencar, Edjane Teodoso, Gersely Sales, Glaucia Ferreira, Luciana Menezes e Victor Hugo.



Tópicos 3.10, 3.11 e 3.12 do livro: MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.

Em seu livro Marcuschi finaliza a terceira parte sobre compreensão de texto falando sobre o tratamento que é dado a efeito da compreensão nos livros didáticos.
Segundo ele, esse tema é de grande importância, pois se trata do ensino da língua portuguesa e da sua aplicação na sala de aula.


O tratamento da compreensão nos livros didáticos (3.10)

Marcuschi em seus estudos (1996; 1999) fez uma análise detalhada observando em vários livros didáticos, a utilização da compreensão, interpretação e o entendimento de texto. Observou algumas problemáticas nos exercícios de compreensão:








Principais erros dos livros didáticos:
• Língua como transmissora de informação
• Os textos são produtos acabados (contém todas as informações possíveis)
• Compreender, repetir e memorizar (sinônimos)


“Compreender o texto é atividade reflexiva”


Tipologia das perguntas de compreensão nos livros didáticos (3.11)

Marcuschi aprofunda sua pesquisa e enumera os tipos mais frequentes de perguntas que são usadas nos livros didáticos como exercícios de compreensão de texto.

Tipos de Perguntas Exemplos
1- Cor do Cavalo Branco Qual é a cor do cavalo branco de Napoleão?
2- Cópias Copie a fala do trabalhador.
3- Objetivas Quem comprou a meia azul?
4- Inferenciais A donzela do conto de Veríssimo costumava ir à praia ou não?
5- Globais Qual a moral da história?
6- Subjetivas Qual a sua opnião sobre...? Justifique...
7- Vale Tudo De que passagem do texto você mais gostou?
8- Impossíveis De um exemplo de pleonasmo vicioso (Não havia pleonasmono texto e isso não fora explicado na lição)
9- Metalinguísticas Quantos paragráfos têm o texto?


Os Descritores para a compreensão textual no ensino fundamental (3.12)

Marcuschi inicia falando sobre o Saeb, uma prova aplicada pelo MEC com o objetivo de avaliar a proficiência de língua materna no Brasil, que se dá a partir de uma matriz de referência. Essa matriz apresenta 21 descritores, que são usados para avaliar as habilidades em língua portuguesa, sendo alguns deles de caráter inferencial.
Porém, essa prova apresenta alguns problemas. Um deles é uma elaboração ruim das questões, levando o aluno ao erro e o maior deles é o fato de que o Saeb avalia somente a compreensão textual, deixando de lado a produção.

Com tudo isso Luiz Antônio Marcuschi conclui que para se saber compreensão de um texto não pode se manifestar só com exercícios de perguntas e respostas. Pois não há uma única forma. No dia-dia não fazemos só isso. Ele acredita que temos que conversar sobre os textos e também resumi-los opniando sobre eles, trazendo os textos para o nosso cotidiano. Assim, com isso, saberemos o que é compreender as tarefas da vida real.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário